1 de setembro de 2015

#Resenha A Garota Americana




Autora: Meg Cabot
Página: 347 páginas
Capítulos: 26



Oi genteeeee, eu precisava muito postar resenha sobre esse livro porque eu quebrei a cara bonito0o0o0 hahahaha
Vou explicar...
Achei que era um livro bem água com açúcar e até mesmo no início da leitura eu jáa conseguia ver a adaptação para filme e já passando na sessão da tarde rs

Me surpreendi e não foi pouco não, heim!

O livro conta sobre a vida de Sam, uma garota que só usa preto, pinta bem e usa a Gwen Stefani como fonte de inspiração e comparação também.
A Sam tem duas irmãs, uma se chama Lucy e outra se chama Rebecca.
Lucy, irmã mais velha, é a popular da escola, líder de torcida e tem um namorado(Jack) que Sam é apaixonada secretamente.
Parece que a Lucy é um clichê, né? Errado. Você vai se surpreender com ela.
Rebecca é a irmã mais nova e ela estuda numa escola par crianças muito inteligentes.
Até aí eu meio que estava entediada hahaha mas vou contar o que me fez acordar.

Sam não ia bem nas aulas de alemão, daí lucy mostrou para todos os desenhos de Sam. A mãe resolveu colocar Sam nas aulas de pintura de Susan Boone. Não curtindo nada o primeiro dia, ela resolve matar a aula do curso de pintura numa loja de cd's, daí  dando a hora dela ser buscada, Sam resolve sair da loja e atravessar a rua para esperar. Só que Sam mora em Washington e é comum o trânsito virar uma bagunça quando o carro do presidente está passando com toda sua escolta.
Só que o presidente resolveu sair do carro, no outro lado da rua para entrar numa loja de doces.
E Sam do outro lado da rua esperando para atravessar percebe que o homem que estava ao seu lado
puxou uma arma e apontou em direção ao presidente. E qual é a reação normal que você e eu teríamos? Desmaiar? Pode ser... mas a Sam simplesmente pulou em cima do cara e acabou salvando a vida do presidente. De suspeita virou heroína mas sua primeira preocupação era de que os pais iriam descobrir que ela faltou a aula hahahahaha mas isso era tão pequenininho comparado a mudança que houve em sua vida por ter salvo o presidente dos Estados Unidos.







Nenhum comentário:

Postar um comentário