8 de outubro de 2017

#Resenha Nunca Desista De Seus Sonhos - Augusto Cury



Sei que rola um preconceito com livros de auto ajuda, só que hoje em dia você pode encontrar
livros de desenvolvimento pessoal que na minha opinião é muito mais "pé no chão"

Principalmente quando o autor é psiquiatra e pesquisador de psicologia como Augusto Cury que com base da realidade de muitos ajuda a mostra a saída dos problemas.
"Não existem pessoas calmas, alegres, serenas sempre. Nem mesmo existem pessoas ansiosas, irritadas e incoerentes permanentemente."

No livro que resenho hoje, Dr Augusto conta a história de 4 homens que realizaram seus sonhos, homens que não necessariamente tinham apoio emocional ou financeiro, homens que não necessariamente não pensou em algum momento que eram incapazes de fazer algo e homens que não necessariamente conseguiram tudo o que queriam no tempo que queriam.
"Mas os problemas existem para serem resolvidos e não para nos controlar. Infelizmente, muitos são controlados por eles."

Cury não conta de cara quem são esses homens, ele preferiu tratá-los pelas iniciais e depois revelar seus nomes, maaaaaaaaas algumas edições do livro tem os nomes desses homens na contra capa já aviso logo.

E depois das histórias incríveis contadas, ele divide com o leitor partes de suas pesquisas, suas conquistas em seu ramo(alguns mistérios da mente) e como foi o processo para publicar seu livro.
"Se formos livres por dentro, nada nos aprisionará por fora"
Por último ele fala sobre sonhos em diversas áreas, sonhos na educação, no trabalho no social, em relação a idade, os pais, a necessidade de sonhar, os conflitos afetivos durante os sonhos...

É um livro que você não precisa ler direto, concluir de uma vez só mas ao ler você fica com a mente tão envolvida e depois pensa "será que tenho mais um livro dele por aqui? hahaahha

"Aprendi que os sonhos transformam a vida numa grande aventura. Eles não determinam o lugar aonde você vai achar, mas produzem a força necessária para arrancá-lo do lugar em que você está."

Obrigada por vir ao blog e ler a resenha, volte sempre...

XOXO



17 de setembro de 2017

Filmes da Semana #05



Olá galera do O INFINITO NAS MÃOS ;)
mais 4 indicações de filme para vocês.
Vamos lá?




A Bela e a Fera

Se você já conhece o longa de animação, saiba que eles respeitaram muito o roteiro.
Sobre as músicas...eu queria cantar junto mas pelo menos a nova dublagem modificou
algumas partes (risos) e tem novas canções.
Sobre a Fera posso dizer que ele nãoficou assustadora ponto de causar traumas.
obrigada Disney!
Maaaaaas também não achei a versão príncipe tão linda quanto no desneho. Já que a mensagem é amar o que tem por dentro, então ok :P
Curiosidade: Essa Bela me parece menos benevolente.


O Diário de Carson Phillips


Carson, um garoto abandonado pelo pai que vive com uma mãe que se entope de antidepressivos, tem o sonho de entrar em uma boa faculdade, escrever para o THE NEW YORK TIMES e ganhar o prêmio Nobel da paz. Acontece que para chamar a atenção da faculdade, ele teve que virar o editor chefe da revista litarária da escola mas para conseguir escritores ele precisou chantagear os populares da escola porque assim despertariam o interesse de outros alunos a escrever e a comprar a revista.
O interessante do filme é que ele retrata os sonhos, ou a busca deles, com muito "pé no chão".
nem sempre se você for atrás de seus sonhos as coisas irão sair como planejado, mas também é mostrado no filme que se você não fizer nada para ir atrás do que quer, você pode cair em um poço  profundo cheio de suco de lamentações e autopiedade.

#RealityHigh

Por mais que esse filme seja recheado de clichês de filmes adolescentes, eu gostei demais!
Principalmente porque a irmã da mocinha é um barato!
É aquele tipo de filme que a garota se sente rejeitada aí vem a chance de ficar popular e acaba mudando a personalidade(pra pior).
Legal também é que usaram a tecnologia a favor do filme.
Mesmo achando o roteiro um clichê, acho importante os jovens serem bombardeados por filmes com esse tema porque a imagem que os adolescentes internautas querem passar, acaba se tornando o mais importante da vida deles e quando algo sai dos planos, acabam perdendo o controle e esse tipo de filme alerta que  a vida é muito maior que a popularidade do colégio.
Irônico é esse tipo de filme servir para muitos adultos hoje em dia.

- Um tio Perfeito

Eu estava com vontade de ver esse filme porque acho o Marcos Majella muito engraçado.
E nesse filme por mais que ele interprete um cara muito diferente do Ferdinando, ele consegue ser engraçado. Ele interpreta um tio que para ficar na casa da irmã ele tem que cuidar de seus sobrinhos, mas além de dar mau exemplo ele cuida muito mal das crianças.
Ele é pior que o Charlie de Two And Half Man, porque pelo menos o Charlie trabalhava honestamente.
Tem clichês? Sim!
Mas assistam que é legal ;)

13 de setembro de 2017

#Resenha A Menina Que Colecionava Borboletas - Bruna Vieira



Mais um livro que comprei na Bienal do Rio 2017 *_*
Que delícia dizer isso hahahaha
Assim como "O Garoto Do Sonho" esse livro também tem uma capa linda
olha só...

 


Esse livro é da blogueira e youtuber Bruna Vieira
que já escrevia para uma revista antes de ser
conhecida na internet.

É um livro de crônicas onde algumas são mais poéticas que as outras.
Contam sobre relacionamentos e novas experiências como
 mudar do interior pra grande São Paulo.
Então do jeito que ela escreve parece que estamos conversando com ela,
na verdade parece que estamos conversando com a alma dela
já que ela se colocou sincera como ninguém mais conseguiria.
Fora as vezes que nos identificamos seja nas boas emoções ou
 nas tristes e refletimos sobre nossas atitudes e percebemos
 que somos apenas humanos, cometemos erros que
 talvez nem sejam erros de verdade.



O livro contém ilustrações lindas e as do meio do livro são todas coloridas,
da vontade de colocar em quadrinhos e sair colocando nas paredes rs
ainda mais porque as ilustrações vem com frases estimuladoras/inspiradoras.
Trecho do livro:

Autora: Bruna Vieira
Editora: Gutenberg
Número de página: 151
Ilustrações: Malena Flores