12 de outubro de 2015

Um amor para recordar. LIVRO X FILME






Oi, gente!

Vou logo avisando que fiz esse post pois é bem merecido.
É um caso raro de um filme ser tão bom quanto ao livro.
Sei que a maioria apenas viu ao filme e  se você não assistiu...assista!
É bem capaz de algumas pessoas preferirem o filme.

Agora vou contar as diferenças entre o livro e o filme sem estragar dando SPOILER:

No filme não contaram a estória da família de Landon, que é incrível por sinal mas como dobraria o tempo do filme, inventaram que os pais eram divorciados.

Jamie é muito mais doce no livro.
No livro não existiu aquela brincadeira de mau gosto que aconteceu no início do filme.

No livro, assim como no filme, é contada a estória da vida de Landon mas de um jeito que podemos entender melhor os sentimentos dele e conseguimos nos apaixonar por Jamie aos poucos e ao mesmo tempo que o protagonista.

Sabe as listas  de desejos que ela fez no filme? Não existe no livro.

No livro Jamie e Landon liam a bíblia juntos.

Bom que no filme se preocuparam em mostrar o quanto a mãe de Landon é presente na vida dele, é uma amiga. No livro esse companheirismo é até mais enfatizado.


No livro, Landon e seus amigos que iam ao cemitério conversar e tomar cerveja, no filme a Jamie que tinha o costume de ir.



No livro há um baile, mas não parece ser um baile daqueles de filme adolescente, o que acontece lá é bem legal.


No livro, não há aquela brincadeira horrível que fizeram com a foto da Jamie mas da a entender que ela sempre foi muito zoada.



É muito difícil decidir qual é o melhor, parecem duas estórias distintas.
Só posso dizer que vale muito a pena
assistir ao filme e ler o livro.


-E quando convidei você para o baile da escola, você me fez prometer que não me apaixonaria, mas você sabia que isso aconteceria de qualquer jeito, não é?
-Sim
-Como você sabia?
-Quando disse que estava rezando por você... do que pensou que eu estava falando?





Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

1 Coríntios 13:1-7










2 comentários:

  1. Excelente post! Como sempre....
    De olho em mais conteúdos!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom! Decepção ao descobrir que colocaram a lista de desejos no lugar da bíblia... Esse trecho poderia mudar a vida de alguns jovens e adolescentes, já que no mundo atual quase tudo que se vê na na mídia é reproduzido pelos tais.

    Excelente Yvie, abraço!

    ResponderExcluir